Pretende Preparar-se Fora?

01 Apr 2019 21:09
Tags

Back to list of posts

<h1>Coaching Para Concursos Arquivos</h1>

<p>Denis Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, nunca fez casa m&eacute;dica. N&atilde;o tem t&iacute;tulo de especialista em qualquer &aacute;rea acordada da Medicina, como dermatologia e cirurgia pl&aacute;stica. No curr&iacute;culo, informou ter p&oacute;s-gradua&ccedil;&otilde;es em corpora&ccedil;&otilde;es que, na realidade, n&atilde;o s&atilde;o reconhecidas pelo Minist&eacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o. Mesmo por isso, ele oferecia procedimentos - preenchimento de gl&uacute;teo e botox - geralmente realizados por dermatologistas e cirurgi&otilde;es pl&aacute;sticos que, para adquirir o t&iacute;tulo de especialistas, precisaram ir por anos de resid&ecirc;ncia m&eacute;dica e aprova&ccedil;&atilde;o em prova oral e escrita. Furtado foi aprisionado pela quinta-feira perto com a m&atilde;e, Maria de F&aacute;tima Barros. Os dois estavam foragidos desde o come&ccedil;o da semana e eram procurados pela pol&iacute;cia.</p>

<p>O m&eacute;dico &eacute; investigado na morte de uma de tuas pacientes, a banc&aacute;ria Lilian Calixto, de quarenta e seis anos, ap&oacute;s um procedimento est&eacute;tico de preenchimento dos gl&uacute;teos. Mas por que, afinal, Dr. Como Sobreviver Ao Doutorado podia atuar sem especializa&ccedil;&atilde;o? De acordo com o Conselho Federal de Medicina, n&atilde;o h&aacute;, pela legisla&ccedil;&atilde;o brasileira, nada que impossibilite um m&eacute;dico formado de atuar em qualquer &aacute;rea da Medicina, da mais descomplicado &agrave; mais complexa. O que nenhum m&eacute;dico poder&aacute; fazer &eacute; se expor como &quot;especialista&quot; em alguma modalidade reconhecida da Medicina, se ele n&atilde;o realizar os requisitos das sociedades de cada especialidade.</p>

<p>Para ser cirurgi&atilde;o pl&aacute;stico, por exemplo, &eacute; preciso fazer 3 anos de casa em cirurgia geral e outros dois em cirurgia pl&aacute;stica, al&eacute;m de passar por prova escrita e oral da Sociedade Brasileira de Cirurgia Pl&aacute;stica. Pra ser dermatologista, bem como &eacute; preciso fazer casa ou especializa&ccedil;&atilde;o em funda&ccedil;&atilde;o credenciada, e atravessar por prova. O m&eacute;dico Denis Furtado se apresentava nas m&iacute;dias sociais como &quot;m&eacute;dico p&oacute;s-graduado em dermatologia na ISBRAE, modula&ccedil;&atilde;o hormonal na BARM, e medicina est&eacute;tica pela ASIME&quot;. Segundo o Minist&eacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o, das tr&ecirc;s institui&ccedil;&otilde;es argumentadas, s&oacute; a ISBRAE (Instituto Brasileiro de Ensino) pode ofertar cursos de p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o, por ser associada a uma faculdade.</p>

<p>No entanto a ISBRAE informou &agrave; BBC News Brasil que Furtado come&ccedil;ou o curso de dermatologia e n&atilde;o finalizou. Desta maneira, ele n&atilde;o possui certifica&ccedil;&atilde;o de l&aacute;. Segundo o MEC, nem ao menos a BARM (Brasil-American Academy for Integrative and Regenerative Medicine) nem a ASIME (Liga Internacional de Medicina Est&eacute;tica) tem registro como institui&ccedil;&otilde;es de ensino superior - condi&ccedil;&atilde;o para dar curso de p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o. Ao Cursos Online Gratuitos Com Certificado No Blog Veduca com a ASIME, a BBC News Brasil foi informada de que essa liga n&atilde;o existe mais. A BBC News Brasil tentou ligar no telefone disponibilizado no website da BARM mas o n&uacute;mero n&atilde;o d&aacute; certo. Bem como encaminhou e-mail, mas n&atilde;o obteve resposta.</p>

<p>Por que alguns m&eacute;dicos escapam da especializa&ccedil;&atilde;o? O cirurgi&atilde;o pl&aacute;stico Sergio Bocardo, afiliado da Comunidade Brasileira de Opera&ccedil;&atilde;o Pl&aacute;stica, destaca que a especializa&ccedil;&atilde;o leva tempo e custos. Portanto, alguns m&eacute;dicos tentam eliminar caminho fazendo cursos n&atilde;o licenciados pelo MEC, em &aacute;reas n&atilde;o conhecidas da Medicina. Brasil Vai Receber Na Quinta-feira Certificado De Na&ccedil;&atilde;o Livre Da Febre Aftosa , por exemplo, se dizia especialista em &quot;medicina est&eacute;tica&quot;, que n&atilde;o &eacute; uma especialidade reconhecida - n&atilde;o h&aacute; cursos de moradia, nem sociedade que regule este setor.</p>

<p>Bocardo, que &eacute; chefe do servi&ccedil;o de cirurgia pl&aacute;stica do Hospital Ipanema, no Rio de Janeiro. Como n&atilde;o h&aacute; lei que impe&ccedil;a um m&eacute;dico sem especializa&ccedil;&atilde;o de atuar, os conselhos de medicina focam em tentar impossibilitar propaganda enganosa, pra que os pacientes n&atilde;o sejam manipulados na hora de contratar o profissional. Um m&eacute;dico n&atilde;o poder&aacute;, por exemplo, se publicar como especialista nem ao menos mentir aos pacientes sobre a cria&ccedil;&atilde;o acad&ecirc;mica. Al&eacute;m disso, n&atilde;o pode oferecer garantias de resultados.</p>

<p>At&eacute; as famosas imagens de &quot;antes e depois&quot; conseguem ser enquadrada nessas proibi&ccedil;&otilde;es, de acordo com o Conselho Federal de Medicina. A pena para que pessoas infringe as chamadas &quot;regras de publicidade m&eacute;dica&quot; vai de advert&ecirc;ncia at&eacute; a cassa&ccedil;&atilde;o do registro profissional, que significa o fim da carreira, visto que o profissional fica para todo o sempre impedido de exercer a medicina. O Conselho Federal de Medicina bem como informou que, pra atuar em cada Estado, o m&eacute;dico necessita solicitar registro no Conselho Regional de Medicina daquela vila.</p>
<ol>
<li>Pegar um t&aacute;xi (requisitar sugest&otilde;es)</li>
<li>CEO F&oacute;rum</li>
<li>Mande telegramas pr&eacute;-datados pra si mesmo</li>
<li>Entender pensando a curto per&iacute;odo</li>
<li>Ouvimos as dicas</li>
<li>Seguran&ccedil;a e Sa&uacute;de para o Jovem Trabalhador</li>
</ol>

<p>Um dos objetivos &eacute; permitir que o paciente possa prestar queixa em caso de complica&ccedil;&otilde;es ou problemas. Furtado tinha registro pra atuar como m&eacute;dico em Bras&iacute;lia e Goi&aacute;s, entretanto n&atilde;o no Rio de Janeiro, onde o procedimento de Lilian Calixto foi feito. O cirurgi&atilde;o S&eacute;rgio Bocardo recomenda que, ao fazer preenchimentos ou procedimentos est&eacute;ticos mais invasivos, o paciente cheque se o m&eacute;dico fez casa em dermatologia ou opera&ccedil;&atilde;o pl&aacute;stica, ou analisar se fez cursos em corpora&ccedil;&otilde;es reconhecidas pelo MEC. Ele diz que neste instante obteve dezenas de pacientes com deformidades causadas por procedimentos mal feitos.</p>

<p>No caso de Lilian Calixto, a suspeita &eacute; de que ela tenha tido uma embolia pulmonar por conta do uso exagerado de PMMA (polimetilmetacrilato), no procedimento de preenchimento de gl&uacute;teo. A subst&acirc;ncia, composta por microesferas de um material id&ecirc;ntico com pl&aacute;stico, &eacute; aprovada na Ag&ecirc;ncia Nacional de Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria (Anvisa), no entanto &eacute; indicada somente pra exerc&iacute;cio em pequenas quantidades. De acordo com a Comunidade Brasileira de Cirurgia Pl&aacute;stica, o PMMA n&atilde;o deve ser usado em &aacute;reas extensas do corpo, como gl&uacute;teos.</p>

<p>Al&eacute;m de teoricamente ter usado uma subst&acirc;ncia considerada inadequada para o procedimento, Furtado fez a bioplastia em Lilian Calixto no apartamento dele, na Barra da Tijuca. A paciente teria passado mal muitas horas depois e foi levada ao hospital Barra D'Or pelo pr&oacute;prio Furtado, no s&aacute;bado &agrave; noite. No domingo, ela morreu.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License